Como se faz o reconhecimento em vez do elogio?

17.11.17


No post anterior, falei-te do elogio e como é que este é uma excelente estratégia para criar uma criança insegura,. Também te expliquei que o reconhecimento ajuda a criança a olhar para ela própria e a reconhecer o seu potencial de forma autónoma.

Na sequência deste post recebi vários pedidos de leitores, para aprofundar a questão do elogio e do reconhecimento e é por isto que hoje te escrevo. Neste post vais encontrar alguns exemplos práticos que te ajudam a perceber melhor estas diferenças:


Elogio: "Boa, portaste-te bem"
Reconhecimento: "Olha, adorei o nosso jantar! Tivemos tranquilamente a jantar, deu para falar todos, até nos rimos muito. Foi bom porque consegui apreciar o momento. Podes acrescentar "Tenho vontade de repetir em breve".


Elogio: "Boa filho, que bonito o teu desenho"
Reconhecimento: Pare e olhe para o desenho, coloque-se ao nível dele e diga-lhe: "Uau, mas esta é a mesma floresta e o castelo que vimos hoje de tarde"


Elogio: "Boa, ganhaste o jogo"
Reconhecimento: " Uau, nunca desistes. Acabaste mesmo por ganhar!"


Parece difícil não? No inicio vai ser, vais ter que te reprogramar, mas é mesmo só uma questão de hábito e atenção!


Se quiseres saber mais sobre este tema, no livro "Crianças Felizes- Um guia para aperfeiçoar a autoridade dos pais e a auto-estima dos filhos" tens um capitulo inteiro só sobre isto! E podes encomendá-lo nesta promoção :)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share