O MEU FILHO NÃO DÁ VALOR A NADA!

2.1.15


Parece que os miúdos não sabem fazer outra coisa: sempre a pedir coisas, nunca satisfeitos.

Levá-los a passear a um centro comercial significa também criar estratégias mentais para não passar no corredor das lojas de brinquedos ou daquelas coisas todas que eles vão pedir. E mesmo oferecendo uma coisa com maior ou menor significado ou valor, é muito possível ouvir no final do dia um “tu nunca me dás nada”. Não só sentes que ele está a ser ingrato como também pode passar-te pela cabeça, ou pelo coração, que se calhar estás a ser injusta…

Por muito que possas argumentar com o “não precisas disso”, “já tens canetas que cheguem em casa”, “ainda na semana passada te ofereci uma escova dos piratas”, a verdade é que ele mostra aquela cara de “pobre e mal agradecido” ou oferece-te um “mas isso foi ontem!” ao qual tu respondes “Sabes, quando eu era pequena não havia prendas a todo o momento – dá-te por feliz, rapaz! E continua a pedir que de caminho não tens é mais nada”.

Pode passar-te pela cabeça que ele se possa sentir pouco amado e se tente refugiar em presentes como forma de compensar o amor que não lhe é dado – afinal de contas é isto que a maior parte das publicações dizem. “Kids spell love T-I-M-E” dizem.

E então como é que fazes para lhe ensinar a dar valor às coisas?

Conto-te duas formas simples e grátis. Que tal experimentares? O ano novo está à porta e é uma excelente desculpa para começar!

1. Oferece-lhe, neste Natal, um caderno da gratidão. Vai à gaveta ou ao armário onde guardas estas coisas e pega naquele caderno que compraste. Não é bonito? Não interessa! Faz-lhe uma capa com fotos dele. Melhor do que isso: escolhe fotos dele, com ele. Sem lhe dizeres para o que é. Junta-lhe uma caneta e faz-lhe um embrulho bonito. Junta ao sapatinho – e porque ele vai saber que a prenda é tua, diz-lhe a verdade. Diz-lhe que apesar do Pai Natal trazer prendas, esta é uma prenda que tu preparaste com especial carinho. Eu reservaria este momento para antes ou depois do Pai Natal [na excitação das prendas a coisa pode correr menos bem]. E explica-lhe que este caderno é para ele escrever as coisas boas do dia. Apenas e só as boas – por isso se chama caderno da gratidão. Definam 3 dias para escreverem – cá em casa já foi a segunda, a quinta e a sexta/sábado ou domingo.

O teu filho ainda não sabe escrever? Os meus também ainda não e por isso quem escreve sou eu – ela diz-me o que eu devo escrever e mais tarde poderá ler. Olha que grande presente de futuro!

O teu filho ainda não fala? É bebé? Ainda não nasceu? Então estás à espera do quê? Dá o exemplo e cria o hábito – começa tu! Pois é, o exemplo vem sempre de cima.

2. A melhor prenda de Natal não são os brinquedos, não é só este caderno [cheio de significado]. És tu! Este pequeno filme totalmente revelador!!! Todos os miúdos pedem mais atenção dos pais, mais tempo, mais dedicação. Não lhes compres coisas, não os envies para actividades. Faz coisas com eles – escolham as fotos para o caderno. Imprimam. Deixa que ele as corte e cole. Vai ficar medonho? Who cares! Ao fazeres com ele estas coisas todas, ele vai sentir-se tido e achado. Vai sentir que tem valor dentro da família dele. Que conta enquanto pessoa. E aí o copo das emoções vai estar cheio e eu garanto-te que podes atravessar com ele o corredor dos bonecos que, sabendo estar atenta, saberás gerir a situação. Um dia conto-te mais sobre isso, fica prometido!

Mas afinal o que é que o caderno da gratidão tem a ver com o “dar valor às coisas”? Tudo! Aos poucos, o teu filho vai tomando consciência do real valor das coisas. É uma semente que estás a colocar na forma de ser desta criança. Mais para a frente ela saberá programar o cérebro para aquilo que de facto tem importância. É aqui que se aplica a expressão “de pequenino…” e quando estamos gratos, o nosso coração sossega e sabe que não tem de provar nada a ninguém…

Vá, vai lá buscar esse caderno! Para começar dia 1 de Janeiro! E pega noutro para ti, também!

4 comentários:

  1. Achei a ideia brilhante!! Obrigada!!

    ResponderEliminar
  2. Adorei e é bem capaz de funcionar!

    ResponderEliminar
  3. Ontem comecei o meu/nosso! Adoro a ideia de aprender o conceito de gratidao e dar valor as coisas pequenas...é meio caminho para ser mais feliz! Obrigada

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share